Porque podem ser negadas as autorizações de viagem ESTA?

Quando um pedido de permissão de viagem para os Estados Unidos é negado, é comum que os viajantes queiram saber quais são as razões para a resposta negativa. São vários os motivos que podem resultar nesse tipo de status do ESTA, desde preenchimento incorreto de informações até histórico criminal no país.

A partir do momento que o pedido é efetuado, toda a análise é realizada por um sistema complexo desenvolvido pelo Governo Americano, que cruza dados de diferentes fontes para entender se há um risco iminente na entrada de determinada pessoa. Caso não haja nenhuma suspeita, o pedido é aprovado e o ESTA é enviado para o e-mail do solicitante. Porém, o pedido também pode ser negado.

Muitas pessoas não conseguem o ESTA por cometerem erros no preenchimento do formulário online da autorização de viagem. Se um dado inserido estiver incorreto, ao ser cruzado no sistema automatizado, o erro será identificado e a resposta não será positiva. Por isso, na hora de preencher o pedido do ESTA, tenha foco total e confira se o que foi digitado está realmente certo. Dessa forma, as chances de negativa caem consideravelmente.

Outra situação recorrente é inserir informações de um passaporte que você declarou ter perdido ou ter sido roubado, o que é detectado como fraude no processo do ESTA. Um exemplo prático seria você ter denunciado que perdeu seu passaporte em uma viagem para qualquer país do mundo, mas acabou reencontrando e não retirou a denúncia. O sistema do ESTA não tem como saber que o passaporte está com seu verdadeiro dono, mas sim que uma terceira pessoa pode estar usando o seu passaporte perdido.

Quanto à identificação do viajante, há ainda mais um elemento que pode ocasionar a negativa do pedido: ter sido vítima de usurpação de identidade ou ter seu nome relacionado de forma incorreta em algum tipo de crime. Pessoas que assinam o mesmo nome de um criminoso podem ter seus dados confundidos e registrados em bancos de dados.

Um ESTA também pode ser negado em caso de permanência excedente nos Estados Unidos em outras viagens que foram realizadas para o país no passado. Se você já visitou a América e ultrapassou o tempo indicado no visto turismo (de um a seis meses) ou mesmo em uma autorização de viagem anterior (até 90 dias), pode ter o pedido atual vetado. Seguir sempre as regras de estada é a melhor forma para evitar complicações.

Além disso, no quesito experiências prévias na América, os viajantes que já tiveram um pedido de visto turismo ou autorização ETIAS negado anteriormente ou se estiveram nos Estados Unidos e trabalharam em alguma função sem contar com o visto adequado para isso, tem grandes chances de uma resposta negativa do ESTA.

Por fim, um último motivo que pode levar a resposta negativa do ESTA são os antecedentes criminais. No formulário eletrônico, há uma questão que o proponente deve identificar se tem histórico neste sentido. Mesmo que o turista tente burlar ou omitir informações, o sistema ESTA é capaz de cruzar dados e descobrir se há condenações passadas.

Assim, podemos separar em três grupos os principais de motivos pelos quais um ESTA pode ser negado: problemas na inserção de dados e informações pessoais, experiências prévias nos Estados Unidos ou antecedentes criminais.